As minhas 7 metas para 2018

January 25, 2018
01.01.2018

Embora o ano ser novo já não seja novidade nenhuma, contínuo a traçar novas metas para 2018. Não tenciono estar aqui com muitos clichés do género ‘’este ano vai ser o ano em que vou realizar tudo o que desejo’’ porque sinceramente estipulei estas metas mas não me vou pressionar loucamente para as cumprir - são coisas que na realidade gostaria muito que acontecessem, sim, mas o que tiver que acontecer, acontecerá, e para o ano logo se vê. Ora tomem lá com uma lista.

1. Entrar para o ginásio
Quase todos os anos sinto a mania das dietas, que nunca duram muito mas que são bem frequentes. Nunca pratiquei muito desporto e neste momento estou desde o secundário sem ter a mínima atividade física. Desde que vim para o Reino Unido, apesar de ter passado a andar muito a pé e ter começado a trabalhar, saltava imensas refeições, o que considero o maior problema da minha alimentação. Por isso tracei uma meta - este ano não quero fazer dietas. Quero sim comer melhor, não saltar refeições, e entrar para o ginásio. Porquê o ginásio? Para ocupar um bocadinho mais a mente e manter-me ativa, poderá ser uma boa combinação. Se não cumprir isto, prometo que vou pelo menos tentar dar umas corridas semanalmente.


2. Acabar o primeiro ano de universidade
Faltam menos de quatro meses para concluir o primeiro ano da universidade. Esta experiência está a ser tão boa, gostava de poder congelar o tempo e ficar na vida universitária para sempre - mas algo ainda melhor virá, certamente.


3. Alugar o meu primeiro apartamento
Como já revelei aqui no blog, estou a viver numa casa partilhada, como quem diz...estou a viver com estranhos - e isto não me agrada nada! Os próximos meses vão ser passados numa busca rigorosa pelo cantinho quase perfeito! Acendam a velinha, vamos ver no que isto dá.


4. Viajar
Não consigo esconder nem um bocadinho da minha curiosidade em conhecer o mundo - não fosse eu ter vindo estudar para outro país querendo saciar-me descobrindo toda esta diversidade de realidades e culturas. Este ano o meu sonho era conhecer outro continente no Verão ou fazer duas viagens dentro da Europa ao longo do ano. Estou curiosa por saber o que o futuro me reserva.


5. Publicar mais frequentemente no Blog
Admito que quando fiz o upgrade do Teens Also Wear Prada para o The Pink Punch sonhei que esta plataforma fosse mais do que ela é neste momento. Não digo isto em termos de alcance, porque estou muito feliz e surpreendida por este ótimo começo, mas sim pelos conteúdos. Considero que a piada em criar conteúdos é a qualidade destes, o facto de ter algo interessante para expôr, e por isso não tenho uma urgência absurda em publicar frequentemente, mas sim, sinto que quero investir um pouco mais neste espaço.


6. Ler maisQuando era mais nova era uma profunda devoradora de livros! Não havia nada de que gostasse tanto quanto ler... e acredito que foi uma enorme influência na minha escrita, no meu raciocínio e para a minha cultura geral. Entretanto cresci e, embora não tenha orgulho nenhum em admitir isto, não leio um (bom) livro por vontade própria há uns dois ou três anos. Ganhei um gosto tão grande pela escrita que prefiro escrever a ler, e tenho a perfeita noção que estou a perder o mundo tão fantástico dos livros! Este ano quero voltar a ler, vou decididamente deixar um bocadinho as revistas de parte (ainda que a minha realidade seja que as revistas de moda farão sempre parte da minha vida, estou a estudar jornalismo de moda, caramba!) e mergulhar nos dramas com muitas folhas, capa mole e um cheirinho bom a livro novo.

7. Saltar para o ecrã
Aviso já de antemão que esta meta é ridícula, e eu nem sei bem se a considero uma meta porque provavelmente foi só uma ideia maluca que sairá tão velozmente da minha mente como tão velozmente surgiu. Sempre considerei o YouTube uma indústria já demasiado explorada - não é que os blogs não o sejam, porque obviamente são, mas acho que já existem demasiados Youtubers. E agora, de um dia para o outro, deu-se-me assim uma vontade de pegar numa câmara e de obrigar-me a falar. Nada assim muito profundo sobre moda e beleza, algo mais soft, descontextualizado deste mundo que as pessoas as vezes acham bem aborrecido. No entanto toda a gente sabe que sou mesmo tímida e que não teria a coragem de falar assim e atirar-me de cabeça para uma plataforma onde qualquer pessoa me pode ver e atentar detalhadamente em todos os meus detalhes, mas sinto o bichinho dentro de mim a pedir para sair da minha zona de conforto e perder esta vergonha toda! No fundo eu até acho que iria ter piada, porque até me considero uma pessoa engraçada, ainda que com uma pitadinha de sarcasmo. Se isto entretanto não acontecer faz de conta que ninguém leu isto, a timidez venceu, combinado?

A noite passada orei aos deuses, rodeada de velas, a soprar purpurinas, com as perninhas à chinês, para que haja determinação para concretizarmos todos os nossos objetivos deste ano.. e se não conseguirmos, pensemos positivo que para o ano há mais!

Bom ano,
Barbara

No comments:

Powered by Blogger.